Introdução Introduction
Percurso Route
Programa Program
05 a 23 de Abril
Mostra de Artigos religiosos
“Cristo… por amor a nós”
Comissão Organizadora da Procissão da Burrinha
Espaço Galeria da JFS.Victor
06 de Abril | 21h30
Concerto de Música Sacra
1ª Parte – Vozes de Braga
Projeto Vocal “CONCERTO TEMPO” (Ferrol-Galiza)
Igreja Paroquial de S. Victor
10 de Abril a 26 de abril
EXPOSIÇÃO “BURRINHA – UM CORTEJO SINGULAR”
Fotografia de Alberto Queirós
Apoio do Municipio de Terras de Bouro
Câmara Municipal de Terras de Bouro
11 de Abril | 21h30
Concerto
“Botar das Almas e outras músicas de temática religiosa"
Grupo de Cantares “Mulheres do Minho” e Grupo Coral Guadalupe e Porta Nova
Capela de N.ª Sr.ª Guadalupe
11 Abril a 30 de abril
Pintura a Óleo
EXPOSIÇÃO “MARIA…MULHER DE FÉ”
Autoria: Atelier Arte Sacra Francisco Neto
Apoio do Municipio de Amares
Galeria de Artes e Ofícios (Ferreiros | Amares)
12 de Abril | 21h30
Vozes de Braga
Concerto Dia do Padroeiro S. Victor
Igreja Paroquial de S. Victor
12 de Abril a 26 de abril
Fotografia
EXPOSIÇÃO “LUZES E CORES”
Autoria: Flávio Freitas
Apoio do Municipio de Barcelos
Torre Medieval
Durante a Semana Santa
Visitas Guiadas
IGREJAS DE S. VICTOR E SENHORA-A-BRANCA, E À CAPELA DE N.ª SR.ª GUADALUPE
Apoio da Paróquia de S. Victor, Irmandade da Senhora-a-Branca, Irmandade de N.ª Sr.ª Guadalupe
Ponto Encontro: Largo Senhora-a-Branca, JF S.Victor e Profitecla
17 de Abril
Cortejo Bíblico
"VÓS SEREIS O MEU POVO"
Procissão da Burrinha
Ruas da Cidade de Braga
06 de Abril | 21h30
Concerto de Música Sacra
1ª Parte – Vozes de Braga
Projeto Vocal “CONCERTO TEMPO” (Ferrol-Galiza)
Igreja Paroquial de S. Victor
11 de Abril | 21h30
Concerto
“Botar das Almas e outras músicas de temática religiosa"
Grupo de Cantares “Mulheres do Minho” e Grupo Coral Guadalupe e Porta Nova
Capela de N.ª Sr.ª Guadalupe
12 de Abril | 21h30
Vozes de Braga
Concerto Dia do Padroeiro S. Victor
Igreja Paroquial de S. Victor
05 a 23 de Abril
Mostra de Artigos religiosos
“Cristo… por amor a nós”
Comissão Organizadora da Procissão da Burrinha
Espaço Galeria da JFS.Victor
10 de Abril a 26 de abril
EXPOSIÇÃO “BURRINHA – UM CORTEJO SINGULAR”
Fotografia de Alberto Queirós
Apoio do Municipio de Terras de Bouro
Câmara Municipal de Terras de Bouro
11 Abril a 30 de abril
Pintura a Óleo
EXPOSIÇÃO “MARIA…MULHER DE FÉ”
Autoria: Atelier Arte Sacra Francisco Neto
Apoio do Municipio de Amares
Galeria de Artes e Ofícios (Ferreiros | Amares)
12 de Abril a 26 de abril
Fotografia
EXPOSIÇÃO “LUZES E CORES”
Autoria: Flávio Freitas
Apoio do Municipio de Barcelos
Torre Medieval
Durante a Semana Santa
Visitas Guiadas
IGREJAS DE S. VICTOR E SENHORA-A-BRANCA, E À CAPELA DE N.ª SR.ª GUADALUPE
Apoio da Paróquia de S. Victor, Irmandade da Senhora-a-Branca, Irmandade de N.ª Sr.ª Guadalupe
Ponto Encontro: Largo Senhora-a-Branca, JF S.Victor e Profitecla
17 de Abril
Cortejo Bíblico
"VÓS SEREIS O MEU POVO"
Procissão da Burrinha
Ruas da Cidade de Braga
História History
  1. Aliança com Noé

    A aliança com Noé: Deus apresenta-se como Aquele que salva. A arca é uma construção flutuante em forma de santuário. O sinal desta aliança é o arco-íris. A humanidade deve cumprir uma cláusula: respeitar a vida.

  2. Abraão, primeiro crente

    Abraão, primeiro crente, confiando na promessa de Deus, partiu sem saber para onde ia. Abraão é, na história da salvação, a primeira testemunha da fé livre e libertadora.

  3. Jacob e as 12 tribos

    Jacob é agora o herdeiro das promessas divinas. Os seus doze filhos estão na origem das doze tribos que formam o povo de Israel.

  4. Jacob e a família são acolhidos no Egito

    Jacob e os seus filhos são bem recebidos no Egipto, graças a José, o outro filho, que tinha sido vendido, pelos próprios irmãos, a uns comerciantes ismaelitas. Neste texto destacam-se as figuras de José, do Faraó e da sua corte.

  5. O Faraó escraviza o Povo de Deus

    O povo dos filhos de Israel, durante o tempo que esteve no Egipto, tornou-se numeroso e poderoso. O Faraó, preocupado, começa a persegui-los e escravizá-los.

  6. Moisés e as 10 Pragas

    Moisés, o “salvo da água”, é escolhido por Deus para libertar o povo dos filhos de Israel da opressão dos egípcios. No entanto, foram precisas dez pragas para que o Faraó cedesse e os deixasse partir. A água transformada em sangue / As rãs / Os mosquitos / As moscas / A morte dos animais / As úlceras com erupções de pústulas / O granizo e o fogo / Os gafanhotos / As trevas / A morte dos primogénitos.

  7. O Êxodo e a perseguição do Faraó

    O acontecimento do Êxodo relata a libertação de Israel – liderado por Moisés - do Egipto. Quando informaram o Faraó de que o povo fugira, ele tomou o seu carro de guerra e os seus combatentes para perseguir o povo de Israel.

  8. Êxodo, cantar a libertação

    Após a travessia do mar dos Juncos, os filhos de Israel cantam a alegria da libertação: “Minha força e meu canto é o Senhor; para mim ele foi salvação”. Israel nascia para a liberdade e para a vida. O maná, as codornizes e a água lembram alguns episódios da caminhada no deserto.

  9. O primeiro símbolo da Cruz

    A serpente de bronze, elevada no deserto para salvar quem era mordido, é a figura antecipada de Jesus, elevado na Cruz, verdadeira salvação da humanidade

  10. Êxodo, celebrar a Páscoa

    A liberdade do Êxodo actualiza-se na Páscoa anual. É o momento em que todo os filhos de Israel recordam as maravilhas operadas por Deus em favor do Seu povo.

  11. A Arca da Aliança

    A presença de Deus em Israel manifesta-se de diversos modos: a Arca da Aliança é um desses sinais visíveis. É um pequeno cofre precioso onde estão encerradas as Dez Palavras escritas pelo dedo de Deus sobre a pedra. Pela Arca, o Deus da Aliança mostra que está presente no meio do Seu povo.

  12. David e Salomão, reis de Israel

    Reis de Israel, David, rei das doze tribos, poeta e músico, cruel, adúltero e religioso. David, mais que qualquer outra personagem do Antigo Testamento, é a figura que representa e anuncia o Messias. Salomão é símbolo do rei sábio, que soube viver a arte de se servir dos dons de Deus.

  13. Mulheres corajosas

    Judite, mulher de guerra, corta a cabeça de Holofernes, general do exército inimigo, e salva o seu povo sem que haja qualquer combate. Ester, mulher solidária, intercede junto do Rei Assuero para que não extermine os judeus. Com estas figuras proclama-se a providência de Deus para com o Seu povo.

  14. Os profetas anunciam a vida do Messias

    Os três profetas que aparecem neste quadro - Miqueias, Isaías e Jeremias - recordam-nos as profecias sobre o nascimento, a missão e a paixão de Jesus.

  15. Gabriel enviado a Maria

    O anjo Gabriel é enviado a Nazaré para anunciar a Maria que será a Mãe do Filho do Altíssimo.

  16. Nascimento do Salvador

    Cenas bíblicas do nascimento de Jesus.

  17. Jesus, a luz do mundo

    Nasceu-nos o Salvador e a noite encheu-se de luz. Escreve S. João no seu Evangelho: Jesus é luz que brilha nas trevas; a luz verdadeira que ilumina todo o ser humano.

  18. Herodes manda matar as crianças de Belém

    Escreve S. Mateus: “Herodes, ao ver que tinha sido enganado pelos magos, ficou muito irado e mandou matar todos os meninos de Belém e de todo o seu território, da idade de dois anos para baixo”.

  19. Fuga para o Egipto

    José, foge para o Egipto, com Maria e o Menino para escapar à morte (escultura da Senhora do Egipto ou da “Fujida”, como dizem os antigos documentos). Neste quadro, sobressai um conjunto de pessoas com ramos de flores amarelas, recordando a “lenda dos tremoços”. Segundo esta lenda, a Sagrada Família, na fuga para o Egipto, atravessou um campo de tremoços, onde pessoas dormiam. Aconteceu um milagre: ao contrário do que seria de esperar, os tremoços não fizeram barulho e a Sagrada Família pôde passar sem que ninguém se apercebesse.

  20. Regresso a Nazaré

    José e Maria, com Jesus, regressam à cidade de Nazaré. Assim se cumpria o que anunciavam as profecias: “Ele há-de chamar-se Nazareno”.

  21. Jesus crescia em graça e estatura

    O Menino crescia em idade, estatura e graça, diante de Deus e dos Homens.

  22. Nossa Senhora das Angústias: uma espada de dor

    «A origem da Procissão da Burrinha está intimamente ligada com as práticas devocionais promovidas pela Irmandade de Nossa Senhora das Angústias e S. Tiago» (Rui Ferreira). Uma representação de Nossa Senhora das Angústias - «uma espada trespassará a tua alma». Este quadro já nos remete para as celebrações do Tríduo Pascal.

  23. Ser Esperança

    Este é o tema do programa pastoral da Arquidiocese de Braga. A Igreja deve ser o lugar da esperança, da misericórdia gratuita, onde todos possam sentir-se acolhidos, amados, perdoados.

  24. Simbolos Pascais

    A Quaresma conduz-nos e prepara-nos para as celebrações pascais, o centro de todo o ano litúrgico. Alguns dos símbolos usados na liturgia estão representados neste quadro. A comunidade cristã, através deles, exprime a sua fé e a sua vivência do Mistério Pascal.

Organização Organization
Apoio Support
Agradecimentos Acknowledgements
Agradecimentos Acknowledgements

AGRUPACION CORAL POLIFÓNICA A GUARDA GALIZA | ESPANHA

-

AGRUPAMENTO CNE Nº 3 | SÃO VICTOR

-

AGRUPAMENTO CNE Nº 660 | MONTARIOL

-

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES

-

ALBERGARIA DA SENHORA-A-BRANCA

-

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E FESTIVA “OS SINOS DA SÉ”

-

ATELIER ARTE SACRA FRANCISCO NETO

-

CÂMARA MUNICIPAL DE AMARES

-

CÂMARA MUNICIPAL DE BARCELOS

-

CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGA

-

CÂMARA MUNICIPAL DE TERRAS DE BOURO

-

CAFÉ CHAVE D’OURO

-

CASA ESTAROLAS

-

CERVEJARIA SAGRES

-

CLÍNICA MORAIS CALADO

-

CONVENTO FRANCISCANO DE MONTARIOL

-

EPB-ESCOLA PROFISSIONAL DE BRAGA

-

FOTO QUEIRÓS

-

GARAGEM JONOVA | SÃO VICTOR

-

GRUPO DE CANTARES MULHERES DO MINHO E AMIGOS

-

INSTITUTO PORTUGUÊS DO DESPORTO E DA JUVENTUDE

-

IRMANDADE DE GUADALUPE

-

IRMANDADE DA SENHORA-A-BRANCA

-

ORFEÃO DE BRAGA

-

PAPILLONI RESTAURANTE PIZZARIA

-

PASTELARIA FLÔR DA VENEZUELA

-

PROFITECLA (ESCOLA PROFISSIONAL)

-

RELENTO RESTAURANTE

-

RESIDENCIAL DORA

-

SABIÁ PADARIA E PASTELARIA

-

TABERNA INGLESA